As mudanças do marketing influenciadas pela era digital

0
2

Para entendermos as mudanças do Marketing, precisamos compreender o que causou essas mudanças. Sobretudo, devemos analisar como as mudanças de comportamento do mercado e da tecnologia influenciaram a forma de fazer marketing.

Solicitar Cotação!

O marketing tradicional era baseado, sobretudo, nas campanhas publicitárias através dos meios de comunicação de massa. Até o início da Revolução Digital, na década de 1980, os grandes veículos de comunicação ainda eram analógicos.

O marketing naquela época era caracterizado exclusivamente como uma gestão de vendas. De fato, no ambiente corporativo, o marketing era estabelecido como um setor de apoio à área de vendas.

Além disso, a mídia impressa, jornais, revistas, folhetins, também eram bastante consumidos pela maior parte da população. Nesse sentido, a promoção de qualquer marca tornava-se acessível à população também através desse formato.

Apesar de a existência do computador, até essa época, apenas os ambientes corporativos, bem como pequenas empresas o utilizavam. Decerto que somente os especialistas, programadores e digitadores operavam os equipamentos.

Entretanto, a verdadeira revolução que começou a introduzir as massas no uso dessa tecnologia foi o advento da Internet. Com a Internet e a evolução tecnológica, deu-se início ao processo de inclusão digital.

Sem dúvida, a Internet foi o marco para o início de uma reviravolta no uso da tecnologia da informação. Essa foi a revolução que iniciou a Era Digital e que mudou o modo se fazer o marketing.

O início das mudanças do marketing

Com amplo acesso à rede mundial de computadores, as pessoas mudaram completamente suas rotinas, de modo relativamente abrupto.

Em seguida, veio a popularização dos microcomputadores: laptops, palmtops, notebooks, até a grande revolução dos celulares. Em pouquíssimo tempo, o dia-a-dia do homem moderno, se transformou completamente.

Entretanto, o epicentro dessa revolução foi a criação de Mark Zuckerberg com o insight do milênio – a criação do Facebook. Daí em diante, com a era das redes sociais, mais do que nunca, a massa da população mundial foi compulsoriamente introduzida à era da informação.

De fato, há apenas cinco anos ou menos, pode-se dizer que a informação é digital. Não somente o termo se popularizou, como a maioria das pessoas começou a ser educada nesse sentido. Na verdade as expressões são sinônimas: Era da Informação é o mesmo que Era Digital.

Proliferaram-se as trocas de informações sobre o tema, os especialistas implementaram novos mecanismos e o marketing tomou um novo rumo. As redações de textos passaram a ser online e assumiram uma nova configuração.

Para se adaptar à nova realidade, o marketing também implementou mudanças estratégicas para alcançar o consumidor nessa nova ordem.

5 estratégias do Marketing Tradicional

Conforme comentário anterior, o marketing tradicional tinha como pilares a promoção através da: televisão, rádio, jornais, revistas e outdoors.

Um trabalho que exige um grande conhecimento de cada um desses meios de divulgação. Além disso, o tempo despendido na produção dos conteúdos é muito maior do que no marketing digital. Isto porque no marketing tradicional, há a necessidade de pesquisa feita em campo e por co-dependências a outras fontes.

Ademais, as campanhas publicitárias por meios dessas mídias envolviam um alto custo, dada a complexidade da elaboração.

Do mesmo modo, as métricas utilizadas para mensurar o alcance e o sucesso das campanhas. Para se estimar o alcance de um comercial veiculado na TV, o cálculo baseia-se na audiência. Isso significa que a mídia dependerá, por exemplo, de uma estatística dada por um instituto de pesquisa.

Enfim, o marketing tradicional se utiliza de táticas convencionais de publicidade. A promoção dos produtos é veiculada geralmente pela via convencional cujo foco principal é a massa da população.

É um trabalho exaustivo, co-dependente, feito especificamente por especialistas.

As cinco mudanças correspondentes do Marketing Digital

Enquanto o marketing tradicional baseia suas ações nos canais convencionais, o Marketing Digital se utiliza da Internet.

Nesse sentido, ele é mais rápido e mais imediatista. É mais eficaz na transmissão e no alcance das informações.

A era do marketing digital se caracteriza pela aceleração, volume e abrangência das informações.

Como é transmitido pela Internet, o conteúdo é leve e relativamente informal cujas informações buscam oferecer soluções aos clientes potenciais.

Desse modo, o marketing digital tem disponíveis mecanismos e um leque mais amplo de possibilidades para a promoção de um produto.

Assim sendo, em contrapartida às pesquisas por co-dependência, o marketing digital tem na própria internet as ferramentas para utilização.  Quanto à segmentação do público-alvo, por exemplo, pode usar o Google Analytics e o Facebook Insights, dentre outros.

As Redes Sociais são atualmente um dos recursos mais poderosos de divulgação, pela quantidade de usuários que alcança. Além disso, os compartilhamentos propiciam um número ainda maior de acessos.

Assim também, quanto às métricas diferenciadas para o ambiente digital. Ferramentas dos mecanismos de busca ou de rede social, como é o caso do Analytics do Google e novamente o Facebook Insight. A contínua utilização dessas ferramentas garante a manutenção ou a correção das estratégias implementadas.

Semelhantemente, os custos da propaganda no marketing digital são bem mais acessíveis.  Para o empresário atual, inegavelmente o investimento inicial é um fator de escolha diferencial. Os anúncios patrocinados, no Google AdWords ou no Facebook Ads,  têm valores mais baixos. Além disso, pode-se calcular mais precisamente o quanto gastar para se alcançar a meta pretendida.

Por último, um grande incentivo ao cliente, introduzido pelas mudanças que a era digital trouxe é a relação com o público.  No meio digital, o público pode se posicionar, através de postagens, opiniões em blogs, fóruns, cobram atitudes, soluções, enfim. O relacionamento é estreito, pessoal.

Os ditames do Marketing na Era Digital

Em conclusão, é importante observar que toda mudança acarreta adequações e, na maioria das vezes, novos rumos. Relativamente ao modo operacional do marketing digital implica em novas tendências.

Isto porque, na era digital, ao mesmo tempo em que as informações são transmitidas mais rapidamente, o volume também é muito maior.

Desse modo, é necessário tomar algumas medidas para que um planejamento alcance sua meta, dentro desse meio. Muitas empresas já estão antenadas sobre essas tendências e têm investido nos métodos adequados à sua implementação.

Assim, são quatro as principais tendências:

  1. Big Data: É a coleta de dados no meio digital. Mais rápida, de maior abrangência e que permite traçar um perfil comportamental do usuário da internet.
  2. Business Intelligence: são softwares que possibilitam mensurar os resultados e monitorar os clientes na fase do funil de vendas.
  3. Inteligência Artificial: Não depende de interferência humana. Através de resultados obtidos com a coleta de dados otimizam a introdução da marca na rotina do consumidor.
  4. Automação: Acompanha de perto o marketing de conteúdo, já que, normalmente é um recurso de controle permanente. É uma estratégia que agiliza o gerenciamento de contas de redes sociais, apesar de por vezes controversas quando mal utilizadas.

Em resumo, as mudanças advindas ao marketing com a era digital têm como palavras-chaves: facilidade, agilidade, acessibilidade e informalidade. Ou seja, o marketing passou também a ser compartilhado pela experiência do cliente.

Marketing Digital – Marketing da Responsabilidade Social.